Resumo de doenças transmitidas pela falta de tratamento de água

0

Grande parte da população brasileira (cerca de 105 milhões de pessoas) mora em residências sem coleta de esgoto, que, muitas vezes, é lançado diretamente nos ambientes aquáticos e até mesmo corre próximo às casas.

A situação precária do saneamento básico é agravada ainda pelo fato de que cerca de 40% do esgoto coletado não é tratado. Além disso, cerca de 35 milhões de cidadãos não recebem água tratada em suas casas.

Diante desses dados estarrecedores, temos que considerar os riscos que a população corre de se contaminar com organismos patogênicos (causadores de doença) pelo consumo de água ou pelo contato físico com ela. Centenas de doenças podem ser transmitidas pela água sem tratamento, que pode conter toxinas de cianobactérias, bactérias, vírus, cistos de protozoários e ovos de vermes.

As cianobactérias são bactérias fotossintetizantes, que se proliferam em mananciais eutrofizados, isto é, com enriquecimento de nutrientes inorgânicos provenientes de fertilizantes das lavouras ou da decomposição de esgoto orgânico.  Algumas espécies produzem neurotoxinas, que afetam o sistema nervoso e hepatotoxinas, prejudiciais ao fígado, que são muito nocivas à saúde humana.

Resumo de doenças transmitidas pela falta de tratamento de água

Agentes infecciosos (que invadem o hospedeiro e nele se reproduzem) podem estar presentes nas fezes humanas e de animais, e a transmissão para as pessoas pode ocorrer pelo consumo da água contaminada e de alimentos que entraram em contato com ela.

A água sem tratamento também contamina objetos de cozinha, como tábuas para bater carne ou cortar frutas e legumes, facas, potes, esponjas de lavar, etc. Organismos patogênicos também podem ser transportados para os lares por meio de insetos, como moscas e baratas.

Algumas doenças são mais frequentemente transmitidas pelo contato da pele com a água contaminada pelo agente etiológico (agente causador da doença), como é o caso da leptospirose, cuja bactéria causadora está presente na urina de ratos e outros animais e pode invadir o corpo humano pelos poros. O contágio também pode se dar pelas mucosas dos olhos, do nariz e da boca, o que inclui o risco de transmissão pela ingestão da água contaminada.

A transmissão de esquistossomose também está relacionada com a falta de saneamento básico, pois os ovos embrionados saem com as fezes humanas e contaminam ambientes de água doce, onde liberam a larva miracídio, que invade o caramujo hospedeiro intermediário, do qual saem larvas cercárias, que invadem a pele humana.

Dentre as doenças que podem ser transmitidas pelo consumo de água contaminada estão:

Os protozoários formam cistos muito resistentes, que persistem muito tempo nos ambientes, e os vermes produzem ovos com embriões. Esses cistos e ovos estão presentes nas fezes humanas e contaminam mãos, objetos e a água.

Essas informações são usualmente cobradas nas provas, portanto, prepare-se adequadamente para o ENEM e exames vestibulares, estudando a transmissão e os sintomas dessas doenças assim como as formas de preveni-las.

imagem17-04-2018-20-04-57

Tags : Biologia,Tratamento de água, Ciências Ensino Fundamental 2

Veja também!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar e otimizar a experiência do usuário. Ok Saiba Mais

Política de Privacidade