Jogos para crianças pequenas

JOGOS PARA CRIANÇAS PEQUENAS

Os jogos abaixo podem ser utilizados com crianças pequenas do maternal ou da educação infantil adaptados. São jogos sugeridos no livro 1001 atividades infantis.

Jogos para Maternal

1. TAPETE MÁGICO

Tudo o que você precisa é de um tapete pequeno e macio, uma criança e dois pais com imaginação para compartilhar. A criança senta-se ou estica-se sobre o tapete e segura as bordas. Para onde deseja ir? Ao oceano? (Segure as pontas da manta e levante-a do chão, enquanto a conduz para o banheiro.) Existem baleias por aqui? Peixes? Areia? Toquem a água; está fria? Aonde mais? O armazém? (Carregue-a para a cozinha.) O que nós vamos comprar? Leite? Bolachas? Desculpe, o dinheiro acabou! Vamos para algum outro lugar. À biblioteca! (Transporte o tapete mágico para uma estante de livros.) Realize outras viagens ao teatro (diante da TV), à loja de consertos (a garagem ou oficina), à loja de roupas (o armário da criança), ou à Terra do Sono (sua cama). Deixe que a imaginação guie você.

2. O GUARDA FLORESTAL SOLITÁRIO

Com um barbante ou uma corda, pendure uma argola dura (qualquer aro com cerca de 7 centímetros servirá) em uma luminária presa ao teto ou num prego na entrada da porta. Dependendo da idade das crianças, deixe o barbante mais longo ou mais curto. Em seguida, faça as balas prateadas: utilizando uma folha de papel alumínio, confeccione-as com cerca de 3 centímetros de comprimento. Depois, deixe os jogadores fa­zerem máscaras simples de Guarda Florestal. Coloque as crian­ças próximas ao arco a fim de que pratiquem o arremesso das balas através dele. Então, comece o jogo: divida as balas entre os participantes e marque um ponto para cada tiro dentro da argola. Após cada jogada, desloque-as um passo para trás. O vencedor é aquele que alcançar primeiro vinte e cinco pontos.

3. BALÕES

Conserve um pequeno estoque guardado para quando precisar de entretenimento. A coordenação de olhos-mãos é treinada quando se procura manter o balão no ar das seguintes maneiras: usando apenas um pé ou mão para tocar no balão, as duas mãos, a cabeça, alternando entre duas crianças, batendo no balão com uma colher, uma folha de jornal ou um mata-moscas.

4. JOGOS DE CARTAS

Com um baralho, distribua cinco cartas para cada jogador. Cada um coloca suas cartas diante de si, viradas para cima. Deposite as cartas restantes no centro da mesa, voltadas para baixo: isto constitui o monte. Os jogadores revezam-se retirando uma carta do monte. Se o participante pode combinar o valor da carta com uma das suas, (por exemplo, um quatro de espadas com um quatro de ouros, ou um valete de copas com um valete de paus), ele vira seu par para baixo. Ele con­tinua puxando uma carta do monte até que possa formar um par. Quando ele não emparelha, o próximo jogador vira uma carta do monte, e assim por diante. Assim que o monte central acabar, vire o monte de descarte para baixo e recomece. Vence o primeiro que tiver todas as suas cartas voltadas para baixo (ou o jogador com o maior número delas viradas). À medida que as crianças começarem a entender este jogo simples, torne-o mais difícil combinando o número e a cor (vermelha ou preta).

 5. QUEBRA-CABEÇA PACIENTE

Comece um quebra-cabeça para crianças menores em uma mesa baixa, num balcão de cozinha, ou algum local em seu quarto onde ela possa se concentrar. Não deixe que monte tudo de uma única vez. Diga-lhe para juntar uma peça cada vez que passar por ele. Você também pode acrescentar uma peça de vez em quando. Algumas famílias colocam um quebra-cabeça sobre um simples pedaço de madeira na pia do banheiro e deixam cada pessoa da casa adicionar uma peça por vez. Quem diz que o banheiro não pode ser divertido!